IaidoHistória

Iaido é a arte marcial japonesa de desembainhar a espada. O nome da arte é algo vago e sujeito a diversas interpretações, como aliás é comum na cultura japonesa, porém pode ser traduzido como "o caminho para estar presente", sendo que esta "presença" remete para a atenção constante e preparação que era necessária aos samurais para enfrentarem qualquer situação, mesmo que aparentemente calma. Este significado é visível na prática, pelo facto de todos os movimentos começarem e terminarem com a espada embainhada.

Foi no séc. VIII que se deu o nascimento do instrumento fundamental que levou ao aparecimento das artes conhecidas por Iaijutsu e Kenjutsu, a espada japonesa, cuja criação é atribuída a um ferreiro de nome Amakuni. A seu tempo a espada tornou-se o principal símbolo do guerreiro (Bushi) e da sua própria alma. Esta ligação espiritual veio dar-lhe um segundo objectivo: não só servia o propósito de derrotar os inimigos do seu dono, mas também tinha o propósito de cortar o ego de quem a manejava. É desta forma que a espada acaba por representar qualidades como a lealdade, altruísmo, honra, sinceridade, justiça e coragem.

O desenvolvimento das técnicas de manejo da espada japonesa evoluiu em duas vertentes: o kenjutsu (que inclui aspectos téncicos de manejo de uma espada desembainhada) e o iaijutsu (que inclui aspectos de manejo de uma espada embainhada). Foi apenas no final do séc. XVI, início do séc. XVII, que o Iaijutsu foi formalizado como disciplina própria. O mérito deste avanço é atribuído a um samurai proveniente da província de Sagami, de seu nome Hayashizaki Jinsuke Shigenobu. Não se sabe muito da sua vida, uma vez que grande parte das histórias que chegaram até a actualidade provêm de fontes duvidosas, no entanto é ponto assente que foi ele o primeiro a formalizar um estilo de Iaijutsu.

Actualmente, e tal como na maior parte das artes marciais japonesas, o Iaijutsu conheceu uma evolução que dá pelo nome de Iaido. Depois de algumas épocas conturbadas em que o uso da espada entrou em declínio no Japão (particularmente a partir da restauração Meiji em finais do séc. XIX), passou-se a focar mais o aspecto espiritual da prática em detrimento da eficácia da técnica e trocou-se o sufixo -jutsu (ténica) pelo sufixo -do (caminho). Desta forma foi apenas no séc. XX que o Iaido apareceu e é nestes moldes que é praticado hoje em dia, por milhares de pessoas no mundo inteiro, e conhece uma razoável popularidade.